Estruturados

Os depósitos estruturados são depósitos a prazo cuja remuneração está associada, total ou parcialmente, à evolução de instrumentos financeiros ou de variáveis económicas ou financeiras relevantes, como, por exemplo, o preço de uma ação ou de um cabaz de ações, o valor de índices acionistas ou a cotação de taxas de câmbio.

A remuneração destes depósitos só é calculada no final do prazo, depois de conhecida a evolução dos referidos instrumentos financeiros ou variáveis económicas ou financeiras a que estão associados.

Estes depósitos não permitem habitualmente a mobilização antecipada.

Antes da contratação de um depósito estruturado, o cliente bancário deve consultar o respetivo documento de informação fundamental, e certificar-se de que compreendeu as suas caraterísticas, nomeadamente:

  • A forma de cálculo da remuneração e a existência ou não de uma remuneração mínima garantida;
  • O seu nível agregado de risco (risco de mercado e risco de crédito) e os demais riscos associados, designadamente o risco de liquidez (por não ser geralmente possível movimentar os fundos depositados antes do termo do prazo do depósito) e, se aplicável, o risco cambial; 
  • Os cenários favorável, moderado, desfavorável e de stress, de possível remuneração do depósito;
  • Os custos implícitos associados ao depósito, ainda que não sejam desembolsáveis pelo cliente.