Iniciativas de literacia financeira digital do Banco de Portugal em destaque na “Global Fintech Dialogue”

O Banco de Portugal participou na conferência internacional “Global Dialogue on Regulatory Approaches for Inclusive Fintech”, organizada pela Alliance for Financial Inclusion (AFI) em cooperação com o Banco Central da República Checa. A conferência teve lugar nos dias 26 e 27 de setembro, em Praga, e reuniu representantes de autoridades de supervisão e de regulação, da academia e do setor financeiro dos vários continentes, bem como de organizações internacionais.

Durante dois dias, pretendeu-se estimular o envolvimento efetivo e produtivo dos reguladores e dos supervisores dos países desenvolvidos e em desenvolvimento na convergência de políticas e soluções que respondem às oportunidades e aos desafios da inovação financeira. Os participantes foram unânimes relativamente à necessidade de o desenvolvimento tecnológico ser acompanhado de iniciativas que promovam a inclusão financeira digital dos clientes bancários.

A Diretora do Departamento de Supervisão Comportamental do Banco de Portugal, Lúcia Leitão, integrou o painel “Financial Capability and Wellbeing in the Age of Fintech”, apresentando as iniciativas de literacia financeira digital desenvolvidas pelo Banco de Portugal, com destaque para a campanha #ficaadica.

A apresentação utilizada pode ser consultada aqui.

 

Sobre a AFI

A Alliance for Financial Inclusion tem como principal objetivo promover a inclusão financeira e o acesso das populações a serviços financeiros de qualidade, através da partilha de conhecimentos, da identificação de melhores práticas e da capacitação dos decisores públicos.

A AFI é a principal organização não governamental no domínio da inclusão e formação financeiras, sendo reconhecida como “implementing party” pelo G20. Integra bancos centrais e outras entidades reguladoras do sistema financeiro de mais de 90 países em desenvolvimento. Está presente nas diferentes regiões do globo e estrutura-se por grupos temáticos que lhe proporcionam um conhecimento aprofundado de diferentes contextos nacionais e de diferentes estádios de implementação das iniciativas de inclusão e formação financeira.