Manual de utilização do simulador de juros de depósitos bancários

O simulador de juros de depósitos bancários permite calcular o rendimento resultante de aplicações de capital em depósitos, por determinados períodos de tempo.

Permite calcular o valor dos juros recebidos em regime de juro simples ou de juro composto e a taxa de juro efetiva dessa aplicação.

Este simulador não permite trabalhar com taxas de juro diferenciadas no decurso do prazo da aplicação.

 

Que dados tem de inserir no simulador?

Para simular deve preencher os seguintes campos:

  • “Capital inicial em euros” – corresponde ao valor aplicado no depósito;
  • “Prazo” – corresponde ao prazo do depósito, expresso em dias, meses ou anos;
  • “Taxa de juro anual bruta” – expressa a remuneração do depósito para o período de um ano;
  • “Taxa de imposto sobre os juros” – corresponde à taxa de imposto aplicável aos juros dos depósitos (28% – pessoas singulares com domicílio fiscal em Portugal continental e na Madeira, 22,4% – pessoas singulares com domicílio fiscal nos Açores, 25% – empresas com domicílio fiscal em Portugal continental e na Madeira, 20% – empresas com domicílio fiscal nos Açores);
  • “Periodicidade de pagamentos de juros” – corresponde ao número de vezes que a aplicação vence juros no prazo de um ano (por exemplo: 1, se pagamento anual; 4, se pagamento trimestral; 5, se pagamento de 72 em 72 dias; 12, se pagamento mensal).

 

O que significam os resultados obtidos?

Taxa de juro anual nominal líquida

A simulação permite obter a taxa de juro anual nominal líquida (TANL) do depósito. Esta é a taxa utilizada para calcular os juros recebidos.

A TANL corresponde à taxa de juro anual nominal bruta (TANB) deduzida da taxa de imposto: TANL = (1 - taxa de imposto) x TANB

 

Regime simples ou composto

A simulação apresenta o valor dos juros recebidos em:

  • Regime de juro simples
    • Significa que não há capitalização dos juros vencidos, ou seja, os juros vencidos não são incorporados no capital e, portanto, não há juros de juros. Este tipo de aplicação pode pagar juros várias vezes, no entanto, não havendo capitalização, os juros vencidos são creditados periodicamente numa conta de depósito à ordem;
    • A taxa de juro anual efetiva é necessariamente igual à taxa de juro anual nominal.
  • Regime de juro composto
    • Significa que os juros vencidos periodicamente são adicionados ao capital do depósito, contando para os juros do período de capitalização seguinte. Como o capital vai crescendo, o montante total de juros recebidos é superior aos juros recebidos em regime de juro simples (caso em que o capital nunca se altera);
    • A taxa de juro anual efetiva, que inclui o efeito da capitalização de juros, é superior à taxa de juro anual nominal;
    • A taxa de juro efetiva é tanto maior quanto maior for o número de capitalizações de juros.

Em ambos os casos, juro simples ou juro composto, o período de contagem de juros é dado por 1/k, 12/k ou 360/k, conforme o prazo do depósito seja expresso em anos, meses ou dias, com k igual ao número de vezes que o depósito paga juros dentro do período de um ano.

As taxas de juro efetivas calculadas pelo simulador reportam-se sempre ao período de um ano, quer o prazo do depósito seja inferior ou superior a um ano.

Exemplos

1) Depósito com um único pagamento de juros no fim do prazo

Depósito de 1000 euros, por três meses, com pagamento de juros no fim do prazo: TANB= 4,70% (com taxa de imposto de 28%)


Como só há um pagamento de juros, os resultados são iguais em regime de juro simples ou em regime de juro composto:

  • O valor dos juros no fim do prazo corresponde a 8,46€;
  • A taxa de juro anual efetiva líquida (TAEL), igual à taxa de juro anual nominal líquida (TANL), é de 3,384%.

 

2) Depósito com pagamento trimestral de juros

Depósito de 1000 euros, por nove meses, com pagamento trimestral de juros: TANB = 4,75% (com taxa de imposto de 28%)


Se o depósito for feito em regime de juro simples (sem capitalização):

  • O total de juros recebidos ao longo do prazo é de 25,65€;
  • A taxa de juro anual efetiva líquida (TAEL), igual à taxa de juro anual nominal líquida (TANL), é de 3,420%.

Em regime de juro composto, com capitalização de juros todos os 90 dias (quatro vezes por ano):

  • O total de juros recebidos ao longo do prazo é de 25,87€;
  • A taxa de juro anual efetiva líquida (TAEL) é de 3,464%.

 

3) Depósito com prazo não múltiplo do período de pagamento de juros

Depósito de 1000 euros, por 225 dias, com pagamento de juros de 72 em 72 dias: TANB = 4,70% (com taxa de imposto de 28%)


Se o depósito for feito em regime de juro simples (sem capitalização):

  • O total de juros recebidos até ao fim do prazo é de 21,15€;
  • A taxa de juro anual efetiva líquida (TAEL), igual à taxa de juro anual nominal líquida (TANL), é de 3,384%.

Em regime de juro composto, com capitalização de juros todos os 72 dias (cinco vezes por ano), há lugar a três capitalizações completas, cobrindo 216 dias, ao que acrescem ainda os juros dos restantes 9 dias:

  • O total de juros recebidos até ao fim do prazo é de 21,31€;
  • A taxa de juro anual efetiva líquida (TAEL) é de 3,431%.